terça-feira, 29 de maio de 2007

Quem ama, entende.


Enquanto eu fazia a sopinha e escutava o cd novo da Björk (The Dull Flame of Desire é absurdamente maravilhosa!!!!), que meu amado baixou pra mim, sem eu nem precisar falar no assunto, eu pensei isso: nós somos duas pessoas que se dão bem. Simples assim. Sem precisar de rótulos, de estampas, de fotos, de rasgação. Sem precisar ficar mostrando. Eu praticamente não falo dele aqui, porque o que é mais importante é a vida que nós temos. E isso só diz respeito a nós.

Alguém por aí disse que felicidade é como inteligência: aparece. Eu também acho. Aparece. Curioso, no entanto, é que essa pessoa aí adora publicar fotinhos sobre como o amor é lindo. O amor não é lindo, não. O amor pode ser feio, escuro e frio. E pode ser luz, calor e libertação. No mais de tudo, o amor é respeito. Coisa que a gente não compra, coisa que a gente pode aprender, mas que, no geral, já vem de dentro, desde quando a gente é bem pequenininho. O amor é assim: é olhar no olhos e entender, saber o que vai na alma do outro. Não é viver brigando e pedindo desculpas, embora se possa brigar, às vezes. Amor é coisa pra gente grande, exige muito da gente, e a maioria das pessoas é mimada, infantil e egoísta demais para saber o que é amar.

Amar é isso: sorrir e se dar bem. Simplesmente se dar bem.

12 comentários:

Marcelino, Pane i Vino disse...

Parabéns, Vica!!!! Olha, é como dizem os Loosermanos, que tu tanto detesta, hehehehe: "do nosso amor, a gente é quem sabe"!!! Sobre amar, é muito mais do que coraçõezinhos e frufrus. É uma eterna labuta diária pela paz e pelo respeito, como falaste!!!
Beijos.

~*Vica*~ disse...

Falaste mais que eu, falaste em PAZ. Pois é justamente isso, eu adoro essa música do Charlie Brown Jr, em que ele diz: o amor é assim, é a paz de Deus na sua casa. É o que eu acho, e como me sinto. Rompantes e coraçõezinhos são coisas de adolescentes. Muito bonito, mas muito sofrido e pouco produtivo.

Lara disse...

Oi querida, gostei muito do seu blog e muito do que você escreveu. Eu sempre desconfio dessas pessoas que demonstram demais o seu amor.. parece que tem alguma coisa errada e elas querem que os outros pensem o contrário.
beijos

Simone disse...

Que lindo! É tudo verdade!!!

:))

Dani F. disse...

Hummm que certo e direto..simples. Como o amor deve ser....
Não sei que tintas são estas que vais colocar na cabeça..mas os nomes são tudo...
Conta depois...
Beijo Vicaaaaa!

Anônimo disse...

ai adorei, adorei. Eu amo, eu me dou bem :)
beijos.
larissa

~*Vica*~ disse...

Ai, Lalá, tu me mata!! Tenho certeza absoluta de que tu te dá bem!! Beijos. Vocês dois são fofos!!

Joo disse...

LARISSSSSAAAA SAUDADE PORRRAAAA!

Carol disse...

Aham!!!!!
certíssimo...

bjs,

Carol...

Babi disse...

Oi, Vica.

Eu não poderia concordar mais. Muito legal o teu post.

Sem contar que mostrar demais a felicidade (principalmente amorosa) atrai muito olhar invejoso :) É melhor deixar o que é bom guardado só pra gente. Heheh.

Carla disse...

estás certíssima, vica!

quem tá feliz não precisa ficar mostrando. o mesmo vale pra quem está triste: desconfio de quem choraminga demais na internet, hehe.

ah, e quando tu diz que vocês se entendem, "simples assim": não sei se é porque eu sou mais nova, mas confesso que é difícil encontrar alguém assim, com quem eu possa simplesmente me entender. espero que um dia eu cresça, ou eles cresçam, hehehe. beijos

~*Vica*~ disse...

Ah, Carla, quem choraminga demais na internet quer só uma coisa: atenção. Tem gente que é desesperada por atenção. Quanto a crescer, acho que nesse momento da tua vida, é difícil encontrar alguém para ter um relacionamento da maneira que tu queres, acho que a gente tem muito mais expectativas, o que dificulta um pouco. Mas tenho certeza de que vai achar alguém que combine muito contigo.