domingo, 11 de novembro de 2007

Para variar...




Livros, livros. Já comecei a ler "Enigmas da Culpa" e estou gostando muito. Mais uma vez, os judeus, a guerra, a culpa. Os judeus, a guerra, a culpa, em "A Menina que Roubava Livros", já emprestado para a Dani. Os judeus, a guerra, a culpa, por Moacyr Scliar, que me disse que sobre o lado jurídico da culpa ele pouco falou, por falta de conhecimento de causa, mas que ele acha interessante que os advogados pensem o lado psicólogico e humano da culpa. Larguei o "V de vingança" de lado, quadrinhos às vezes cansam, muita informação visual e tu acaba te prendendo mais nas ilustrações de que na história.
Tem "O Passado" na gaveta me aguardando. Nem vi onde o filme está passando. E essa noite sonhei com o Gael (ele é lindo, né?).
Sugestões de leitura? Tem algumas no meu multiply, como "O Homem Duplicado", que ganhei de meu amigo Tuga, lá em 2005. Tava dando uma olhada lá, e foi um dos melhores dos últimos dois anos, do lado do Peixoto (Dani, me devolve o Cemitério de Pianos!, senão vou esquecer).
Eu tinha que tomar vergonha na cara e ler mais livros jurídicos, eu sei. A gente tem que se atualizar, sempre. Já decidi que ano que vem vou fazer pós. Tenho só que me definir, ainda estou em dúvida entre direito processual civil e direito constitucional. Meu projeto de fazer mestrado em Letras continua de lado, acho que vai ficar de lado por um bom tempo... assim como o mestrado em filosofia (pelo menos a idéia de trabalhar com Hume ficou mais firme, graças ao tempo em que fiquei pesquisando, só falta definir o caminho a seguir, a idéia central já tenho). Bem geminiana, né? Querendo várias coisas ao mesmo tempo. Pior que eu vi no site da UFRGS que estão abertas as inscrições para o mestrado em Letras para o ano que vem, mas sem condições. Na UFRGS tu entra no mestrado praticamente com o projeto de dissertação pronto, eu senti isso quando fiz a seleção pro mestrado em filosofia. Os selecionados foram aqueles que já tinham meio caminho andando, eu e meu super amigo K-du, com milhares de idéias na cabeça e nada definido não tínhamos muita chance. Duas amigas minhas, uma mestranda e a outra doutoranda em Letras, me sugeriram tentar a PUC. Eu me formei lá, mas tenho ranço, sei lá. O mestrado em direito vai ser feito na UFRGS, com toda certeza. Não vou nem me dignar a ver nada na PUC. Mas isso são planos pro ano que vem. Esse ano eu ainda preciso de mais um pouquinho de férias.
O médico disse que minha tontura podia ser coluna, e fez todo sentido, já que na volta da viagem eu vim super tensa, por causa da baita turbulência que pegamos. E como dali dois dias nós íamos pegar um avião de novo, eu não consegui relaxar. Agora passou a tontura, e eu fiz massagem na sexta, já me ajudou, tava morrendo de dor nas costas. Acho que tô precisando fazer reiki de novo, adorei a minha primeira sessão.

4 comentários:

Carol disse...

Nossa... quantos planos, Vica!!! Mas uma coisa de cada vez, né?? Mas também sou assim: quero fazer mil coisas ao mesmo tempo, não consigo ficar muito tempo parada!!
Também to precisando de um reiki básico!
Beijos.

Dani disse...

Tem inscrições pra especialização da Ufrgs abertas tb. Em direito, claro. Mas, pra isso, tem que preparar o bolso.

Ariett disse...

Você gostou da "Menina que roubava livros"??? Eu acabei de ler "Eu sou o mensageiro", do mesmo autor, e gostei bastante.

Virgínia disse...

Ih, Dani, especialização eu nem penso em fazer. Sem $$$. Mestrado tem bolsa, especialização é o preço de um carro, prefiro comprar um carro.