domingo, 18 de março de 2007

A difícil arte de ser uma noiva


Hoje fizemos uma busca prévia por um vestido de noiva. Eu e minhas madrinhas. Programinha de índio, dado à chuva. Mas fomos do mesmo jeito, fazer uma peregrinação pelas lojas de aluguel de vestidos da Independência. Vi alguns vestidos legais. Mas são todos enormes, cheios de panos e caudas, super pesados, bordados... lindos, sim, mas eu quero algo simples e chique, que me permita aproveitar a minha festa, dançar bastante e me divertir, não um monte de pano no qual vou ficar me enrolando a cada passo.

A moça da loja ficou chocada quando eu disse que não queria luvas e não ia usar véu porque vou casar só no civil. "Tu continuas sendo a noiva! O bouquet com as luvas brancas dá um contraste maior"... e coisas assim. Achei aquelas luvas brancas o uó. Tenho braços gordinhos, não me caem bem.

Daí fomos pro shopping Total, tentar achar algo por lá. Afinal, já que um aluguel de um vestido desses sai por "meros" 560 reais, bem que eu posso tentar achar um vestido para comprar. Mas o shopping Total, assim como toda região ali, estava às escuras. Acabamos pegando um táxi e dando uma baita volta para chegar no shopping Praia de Belas. Fomos em algumas lojas de roupas para festas, mas o único vestido que eu gostei tinha estampa de oncinha. Será que o meu noivo vai se importar se eu casar assim? hehehehe

Então fomos na Elite, porque lá sempre tinha uns vestidos de festa lindos, mas o único branco que tinha era tomara-que-caia e do tamanho de um baby doll... depois brinquei com o Aluísio sobre esse vestido, daí ele disse que teria que mudar o discurso dele no casamento: "Queridos convidados, em função dos trajes da noiva, estamos saindo agora direto para a lua-de-mel, aproveitem a festa por nós". hauhauahauhauha

Mas lá na elite, o vendedor, super simpático, ao saber que eu procurava um vestido para o meu casamento, me prometeu conseguir um vestido lindo. Daí foi anotar meu nome e telefone e me disse que Virgínia é o nome da mãe dele, e da avó e que ele é de origem portuguesa e blá, blá, blá. Muito simpático ele, espero que me ligue em breve com boas notícias.

Confesso que fiquei meio deprimida... não achei nada que fosse sequer parecido com o que eu queria... não que eu saiba e-x-a-t-a-m-e-n-t-e o que eu quero, mas tudo muito cheio de frescuras, pro meu gosto. Como é difícil achar algo que seja a minha cara. O mais chato, ainda, é essa gente que simplesmente não quer saber o que tu quer, quer é te empurrar o que acha melhor...

4 comentários:

Lalá disse...

Querida,
Se quiseres, posso te indicar uma cvostureira, que é nota 10. Ela faz vestidos lindíssimos para noivas, madrinhas e etc, até já saíram na Caras e tal. E ela adequa o preço dentro do que tu quer gastar, também. Me liga, que te dou o telefone dela.
Beijos!

Ana Abreu disse...

PARABÉNS Vica!!!

Casamento chegando, fico feliz por ti!!

Beijos

D. disse...

so tem uma coisa pior que noiva de luvas brancas: noiva de luvas brancas no verão.

~*Vica*~ disse...

Noiva de luvas e pronto. Eca!! Coisa mais brega.