quinta-feira, 23 de novembro de 2006

Quem tem pena se depena!

Isso sempre me disse a minha mãe. Pois ela tem toda razão. Pena, aliás, na minha opinião, é uma coisa que a gente reserva a dois tipos de pessoas: aquelas que realmente não têm como ser melhores do que são e aquelas que estão abaixo do cú do cachorro, que são tão mau caráter, tão mesquinhas, tão ruins mesmo, que a gente tem pena, porque sabe que essas vão morrer sozinhas e o que as espera do outro lado (se houver) não pode ser nada de bom. Mas mesmo assim, eu acho deplorável sentir pena, e nunca gostaria que alguém tivesse pena de mim.
A falta de hombridade (nobreza de caráter; dignidade; altivez) hoje em dia é uma coisa que ainda me surpreende. Tem gente que acha que eu sou tão boazinha, tão paciente, que vão mexer comigo e com terceiros que nada têm a ver com a história e que não vou fazer nada. Tem pessoas que se aproveitam de uma aparência inocente para se aproveitar de outras pessoas em situação de inferioridade. Acham que eu vou deixar passar batido. Eu só ignoro, quando acho que ignorar é o melhor remédio, muitas vezes é. Dessa vez, digo só uma coisa: agora passou dos limites, e não vai ficar assim. Ah, não vai mesmo!

8 comentários:

Dani disse...

É isso aí, amiga!
Certas pessoas realmente merecem levar aquele tapa na cara, antes de virarem paredes para sempre.
Dê um dedo pra não entrar na briga, mas dê uma mão inteira pra não sair.
hehehe
Beijos

Pinky & Cérebro disse...

Olá!
Seu comentário me fez arrumar 'a casa', editando meu texto. Estava terrível, não sei como você chegou ao fim (se é que chegou..)

A propósito, vi que temos amigos em comum... por isso a pergunta: posso incluir o link do seu blog?
Se não puder, precisa nem pedir.. é só mandar, que eu retiro.
See ya around..

Carol disse...

vamos pegar eles...
vamos bater neles...

eu te ajudo...

huahuahuahua
bjs

Pinky & Cérebro disse...

Não sei ao certo todos os amigos que temos em comum, mas você não escrevia no Manifesto Mae West? Bom, conheço a Ju (SP) e a Dani Freitas (RJ), além das Amigas Leila e Bi (RJ).
Só falta você não conhecer ninguém... rs
Bom, como você viu, o link tá bonitão no blog!

A propósito 2, como chegou até lá?
Se chegou por acaso, entre e fique a vontade.
Beijo,
Mônica.

G.D. disse...

Putz! Tenho muita "pena". Até demais...metaforicamente, minha situação poderia ser assim descrita:
Sou o MAIOR especialista em dar a mão para o vilão demonstrando compaixão, no fim do filme, e ele (previsivelmente) tentar me puxar para dentro do abismo para que morramos os dois.

O pior é que o cara sabe que alguns(as) não merecem. MALDITA educação judaico-cristã. Por um mundo mais pau-no-cu!

G.D. disse...

Putz! Tenho muita "pena". Até demais...metaforicamente, minha situação poderia ser assim descrita:
Sou o MAIOR especialista em dar a mão para o vilão demonstrando compaixão, no fim do filme, e ele (previsivelmente) tentar me puxar para dentro do abismo para que morramos os dois.

O pior é que o cara sabe que alguns(as) não merecem. MALDITA educação judaico-cristã. Por um mundo mais pau-no-cu!

Pinky & Cérebro disse...

Através de você, eu pude achar o pessoal que eu tinha perdido link, etc. Aliás, eu mesma estava escrevendo para as paredes (ou fantasmas) porque não tava a fim de divulgar. Tinha tido dor de cabeça no blog antigo. Por isso quem assina são meus fiéis neurônios e não tem meu nome em parte alguma. Pretendo continuar assim. Porque escrever faz parte da profissão e não preciso assinar.
Seja sempre muito bem vinda.
Beijinhos,
Mônica.

Dani F. disse...

Tá certa
Oi Vicaaa!
tudo bem?
Realmente meu campo para posts [é pequeno..mas fazer o quê com template free da net? Coisa de faxineira pobre amiga..hahaha
Po pouco tempo..vou ganhar um template novo..huruuuu!
E os cabelos? Vou fazer mais luzes ~em dezembro...
tenho um casório..precido dra um jeito nisso..hahaha
beijos e te cuida