segunda-feira, 31 de julho de 2006

Aparências

Foto tirada do SXC, de autoria de Alexander Wallnöfer.

Assistindo ao filme Syriana, que não fala exatamente sobre isso, mas me fez pensar no assunto, eu concluí que nossas vidas são apenas vidas de aparências, que poucas pessoas vivem na VERDADE e na REALIDADE, sem basear suas experiências em aparências, aprofundando-se na sua existência, buscando conhecer a essência das coisas e das pessoas.
Não, a maioria de nós vive de aparências e com elas se contenta. Não importa se na realidade o teu marido é um baita FDP que explora os empregados da empresa dele, desde que vocês vivam bem e no conforto.
Tudo são aparências e primeiras impressões (que são as que ficam, segundo dizem). Mas eu não, eu prefiro ir além das aparências e das primeiras impressões e realmente conhecer as coisas e as pessoas. E o interessante é que a maioria das pessoas não se dá a conhecer de verdade, porque precisa aparentar algo. E para quem elas precisam aparentar, eu realmente não sei. Mas o certo é que a maioria de nós vive na superfície das coisas, dos relacionamentos em geral, porque conhecer o outro significa partir rumo ao desconhecido, e a superfície é algo que dá muito mais segurança do que as profundezas de uma outra pessoa ou de outro ser.
Além disso, realmente conhecer uma outra pessoa, significa aceitá-la (ou rejeitá-la, também) e aceitação é uma coisa que anda escassa nesse mundo. Eu posso te suportar, o que não significa que eu te aceite.
Quanto ao filme. O mote é "tudo está conectado". Bom, isso eu já sabia, agora me conta algo novo?
Falando sério. Muito bom o filme. Tenta ser criticamente politizado e direto, mas não sei se consegue, embora faça pensar. A história, por vezes é confusa. Eu entendi, meu amado ficou boiando. São muitas histórias paralelas e interconectadas, mas às vezes essa interconexão não é muito aparente.
No entanto, o George Clooney convence bem no papel de agente da CIA burro que não entende como a CIA funciona e como as pessoas são extremamente disposable. O Matt Damon eu achei fraquinho (mas na boa, eu acho ele sempre fraquinho e não, não adianta vir me dizer que ele estava ótimo naquele filme que ele é o faxineiro gênio da matemática, porque ele estava, como sempre, fraquinho). Um filme sem grandes interpretações, mas muito sincero, eu achei.
Mas para vocês verem, meus caros leitores, não fiquei preocupada com a corrupção que rola solta no mundo do petróleo e no mundo em geral. Fiquei pensando em como as personagens do filme flutuam num mundo de aparências, riqueza e sorrisos cínicos, assim como nós, que não temos jatos nem iates, mas somos humanos do mesmo jeito, como tudo de bom e, principalmente, de ruim, que essa condição implica.

9 comentários:

Julie disse...

Sera que as mascaras que usamos nao servem pra nos escondermos de nos mesmos?
Nem sempre é belo o reflexo no espelho.

Beijinhos

Artur Moura Queirós disse...

Mudam as caras ficam os corações, à espera que uma alma os acolha...:)

Carol disse...

Oi, Vica:
Dizem por aí: "mentir para si mesmo é a pior mentira".
Ser algo que não é e, principalmente, viver algo que não existe, machuca mais aquele que vive na ilusão do que o outro (a quem se quer enganar).
E eu não tenho pena dessas pessoas, pois conheço gente assim, e o estado de 'aparentar' algo é usado sempre como meio de manipulação de alguém ou de um grupo. Sempre existe um objetivo nisso...
Mas, por sorte "um dia as máscaras caem".
Beijos,
Carol.

digoeu disse...

obrigada pela visita!
;)

Mrs. Potter disse...

Não vi o filme... vou ver e volto aqui pra ler o post de novo!
Beijoca!

Dani F. disse...

Oi Vicaaaaa
tudo bem?
congelando também?
Quero ver este filme..mas fico com medo do enredo...mas vou arriscar..pelo teu pensamento..achei interessante...
Beijos e boa semana

Luci disse...

Hum...

A frase mais antiga que eu conheço: as aparências enganam!!!

Muitas vezes temos algumas impressões de certas coisas, podem sim estar erradas, mas pode não ser bem assim. As vezes a culpa é de quem vê. Nosso olhar, por algum motivo ou experiência, enxerga coisas que podem ser diferentes.
Sei lá...estou precisando organizsr minhas idéias!!

Heheheh...beijocas

João ao Lado do Mar disse...

Aconselho te a ver o Crash colisão é bastante fiche mostra a corrupção nos poderes dos EUA...
desculpa a minha ausência vica ;)
vou de férias e volto em setembro ;)
um beijo ;)
e continua a sorrir mto ;)

Eva disse...

Bom fim de semana!!!

beijinhos