sexta-feira, 4 de julho de 2008

Phoda

Mais José Luís Peixoto, ele mata a pau.

"O ciúme é o ódio e o medo. É ver um rosto a sorrir e querer esmagar esse rosto e essa cabeça que sorri com uma pedra, querer pousar essa cabeça no chão e largar-lhe em cima uma pedra pesada, querer ver uma pedra esmagar essa cabeça, deixar uma pedra cair e vê-la partir esse crânio, vê-la partir os dentes e o sorriso todo, os olhos o furarem-se como gemas e ver espalhar-se no chão tudo o que estava dentro da cabeça: o sangue, os miolos desfeitos, pedaços de osso e de cartilagem. Olhar para o pescoço decapitado, com veias rasgadas a entornarem sangue, e sorrir. É querer fugir para onde tudo não exista. É ver só o silêncio das vozes a assustarem-se muito. É tremer tanto nas noites que existiram, que eu senti, dentro da noite grande, da noite única do mês da noite".

2 comentários:

Daniela! disse...

Oi guria. Sexta tem Cevas & Blogs no Cavanhas! Tu vais????

crissimon disse...

Pesadinho o texto dele, mas achei incrivelmente humano...
Boa indicação!

Beijos, Vica
: )